Arquivo da tag: Laszlo

Óleo essencial de Zinziba, a Verbena africana

Hoje quero apresentar um óleo essencial que está em destaque no nosso site, o Zinziba. A SACHI cosméticos naturais tem o maior prazer em comercializar óleos essenciais tão raros e especiais quanto este. Ter em seu portfolio de produtos uma vasta gama de óleos essenciais, desde os mais básicos e populares até os mais raros, é uma das muitas outras razões pelas quais a Laszlo é a melhor marca de Aromaterapia no Brasil.

ÓLEO DE ZINZIBA, O PODEROSO SEGREDO TERAPÊUTICO DA TRIBO XHOSA DA ÁFRICA DO SUL!

Zinziba (Lippia javanica) é também chamada de verbena selvagem ou verbena do Cabo e é provavelmente uma das plantas medicinais aromáticas mais subestimadas da África do Sul. É um arbusto lenhoso que pode atingir uma altura de dois metros, de folhas com pelos rígidos e veias marcantes, e flores brancas e amarelas formando pequenos buques aglomerados. Quando esmagadas, suas folhas emitem um cheiro forte de limão. Dizem ser um dos arbustos indígenas mais aromáticos do Zimbábue.
14264851_1161256307278646_4662631321678689530_n
A tribo Xhosa chama esta planta de zumbani e a utiliza na forma de chá para o tratamento de tosse, resfriado e problemas respiratórios em geral, além de empregar para a desinfecção de carne visando evitar contaminação pelo antraz. Também utilizam as folhas da zinziba para controle de pragas em lojas locais que vendem grãos. E ela também é conhecida como “fever tea tree” (árvore do chá contra febre), pois localmente é empregado como remédio para controle da febre.

É usado localmente para tratar uma enorme variedade de doenças, mas seu potencial só recentemente veio à luz no meio científico. Esta planta costuma crescer em regiões difíceis de desenvolvimento, sendo muito resistente ao sol, falta de água e solos fracos, mostrando ter uma imunidade latente que se sobressai no reino vegetal. É possível que esta sua forte resistência seja a razão de mostrar em pesquisas laboratoriais considerável efeito antimicrobial. A 1% elimina totalmente a E. coli e o S. aureus e em baixíssimas concentrações micromolares, é eficiente contra a malária (Plasmodium falciparum). [1]
14358742_1161257523945191_1767732341015835796_n
Em bactérias causadoras de infecções pulmonares, teve alta atividade frente Klebsiella pneumoniae e Cryptococcus neoformans que são associados a infecções oportunistas em pacientes imunocomprometidos. O Cryptococcus neoformans mostrou foi eliminado nas concentrações de 0,5%, 0,75% e 1% com 1 hora de exposição ao óleo de zinziba. [2]

O componente epóxido de tagetenona deste óleo mostrou ter capacidade de inibir (a 100 microg mL(-1)) cerca de 91% da enzima transcriptase reversa, tendo importante utilidade no controle da Aids. [3] O componente piperitenona mostrou ter poderosa ação frente a Entamoeba histolytica. [4]

No Zimbábue esta planta é muito empregada como repelente de mosquitos. Seu óleo essencial isolado na dose de 5mg/cm2 mostrou proteger contra o Aedes aegypti durante duas horas e meia (2.5h). O estudo descobriu também que os extratos completos da planta contendo cumarinas, flavonóides e cumarinas, apresentou ação repelente de 8 horas! [5].
14358911_1161258150611795_8421474139533411840_n
A colheita das folhas da zinziba é realizada entre março a maio, quando seu óleo essencial é destilado. Cada planta pode produzir até 200kg de folhas por ano. Suas folhas são ricas em cobre, ferro e zinco, e possuem propriedades anti-inflamatórias e anti-oxidantes.[6]

Indicações:

– Asma, tosse, sinusite e bronquite (ajuda a reduzir o catarro);
– Gripes e infecções pulmonares;
– Repelente de insetos (pernilongos, pulgas e carrapatos;
– Hidratação de pele seca, melhora de iritações, dermatite e da psoríase;
– Antisséptico útil em micoses e outras infecções fúngicas e bacterianas na pele;
– Útil contra piolhos;
– Ajuda a baixar a febre;
– Dores musculares;

Cuidados:
Evite seu uso durante a gravidez devido a presença de crisantenona, componente encontrado em plantas consideradas abortivas, como o artemijo (Tanacethum parthenium).

Aromacologia:

É utilizado para fortalecer a energia do corpo, tendo um efeito protetor da imunidade energética. Tonifica a mente e aumenta a disposição. É um óleo de aroma diferenciado que pode compor interessantes fórmulas de perfumaria.

Composição (óleo da Laszlo):

mirceno 0.6
α-felandreno 1.6
p-cimeno 0.9
limoneno 37.5
1.8-cineol 1.7
Z-β-ocimeno 0.5
E-β-ocimeno 0.3
terpinoleno 0.5
γ-terpineno 0.4
linalool 0.6
tagetona 0.5
mircenona 10.7
piperitenona 0.5
carvona 6.3
perilaldeído 8.3
crisantenona 17.1
β-cariofileno 2.9
germacreno d 3.4
oxido cariofileno 0.3
outros 3.4

Informações por Fábián László
Cientista aromatólogo

14364659_1161256923945251_3580673085672005719_n

Curso Introdução à Aromatologia

Curso de Introdução à Aromatologia em São Paulo pelo IBRA, neste fim-de-semana. Já fiz este curso e recomendo a todos os que quiserem introduzir o uso de óleos essenciais em vários aspectos da vida.

soap #11 Baby Soap • 4

Este já é o 4º lote do Baby Soap. Voltei a fazer o sabonete para bebês com o óleo de abacate brasileiro da Laszlo. O anterior, eu tinha feito com óleo de amêndoa doce e azeite de oliva, para ficar um sabonete branquinho, mas esse óleo de abacate é tão bom que resolvi voltar com ele.

O óleo de abacate extra virgem orgânico da Laszlo tem uma cor verde escura bem profunda e deixa o sabonete com uma linda cor de abacate. Ele é um antioxidante natural e cheio de vitaminas e outros nutrientes. Diria que é um óleo medicinal. Leia aqui um texto bastante informativo sobre este óleo, do Prof. Fabian Lászlo.

Além do óleo de abacate, usei novamente o de amêndoa doce, muito suave e benéfico para a delicada pele dos bebês e como super fat, adicionei o óleo de copaíba no final, depois do trace.

Produção: 28/01/2010

Liberado: 30/02/2010

Ingredientes

  1. óleo de amêndoa doce
  2. óleo de abacate extra virgem orgânico
  3. óleo de palma orgânico e kosher
  4. óleo de babaçu orgânico
  5. óleo de copaíba orgânico
  6. água desmineralizada
  7. NaOH
  8. óleo essencial de lavanda
  9. oleoresina de alecrim

Adoro esse sabonete. É ultra suave e hidratante, muito bom para os adultos também, principalmente para a lavagem diária do rosto, área com a pele mais delicada.

Ele já passou pelo seu tempo de maturação e está disponível para compra no site, mas já já vai esgotar… só tenho mais 4 unidades! Preciso fazer mais!

borrifo de água aromática

Tá muito quente, né? Pelo menos quem mora em São Paulo deve estar passando pela mesma sensação que estou tendo, de secura extrema e calor fora de época. O nosso organismo fica um pouco confuso nesses momentos.

A melhor coisa a se fazer é beber muita água. Mas você sabia que a pele também precisa de umidade externa? Quando a umidade do ar está a 20%, como é o caso desses dias em São Paulo, a pele não tem de onde absorver água. Então uma dica; crie a sua água aromática e fique borrifando no rosto ao longo do dia. Além de nutrir a sua pele, é super refrescante.

É só colocar água destilada (pode ser água mineral, se não tiver) num frasco de vidro com tampa de spray e adicionar algumas gotas (2 ou 3 gotas por 100 ml de água) de óleo essencial de sua escolha. O óleo essencial não se dissolve na água, mas se você agitar vigorosamente o frasco antes de cada borrifo, ele se dispersa suficientemente com a água e você terá uma maravilhosa água aromática natural tonificante e refrescante. Não se esqueça de fechar os olhos ao borrifar a água no rosto!

Segue uma dica de óleos essenciais para cada tipo de pele. Você pode misturar mais de um óleo essencial e criar o seu próprio aroma.

  1. pele mista | lavanda, gerânio
  2. pele seca | gerânio, rosa, sândalo
  3. pele oleosa | cipreste, junípero, bergamota*, limão*, lavanda
  4. pele sensível | pau-rosa, rosa, camomila
  5. pele acnéica | capim-limão, limão*, junípero, lavanda, bergamota*, tea tree

* óleos essenciais fotossensíveis; não se exponha ao sol após contato com a pele.

Para a compra dos óleos essenciais, é importante escolher uma marca de confiança, pois muitos são adulterados, infelizmente. As melhores marcas disponíveis no Brasil, na minha opinião, são Laszlo e BioEssência. A By Samia também tem uma reputação boa, mas eu nunca usei. Eu uso principalmente os óleos essenciais da Laszlo nos meus produtos e atualmente disponibilizo para compra de alguns da minha aquisição lá na loja virtual. Se você não souber onde comprar, é só entrar nessa página e escolher o seu. É muito fácil e seguro comprar pelo site.

soap #8 Lavanda • versão 2

Eu contei outro dia aqui sobre uma infusão de folhas de lavanda frescas que não tinha vingado. A minha amiga Andrea, que acompanha a minha jornada com os sabonetes e sempre me dá algumas ervas da horta dela, me deu mais folhas para dessa vez eu desidratá-las antes de fazer a infusão. A erva da frente, na foto, é o alecrim e a de trás, a lavanda (folhas). Deixei-as assim penduradas, secando por alguns dias.

E felizmente, deu certo dessa vez e a infusão ficou macerando durante um mês. Diferentemente da primeira vez que fiz essa infusão, com folhas frescas recém colhidas, dessa vez o aroma da erva não ficou muito acentuado. Senti que iria precisar acrescentar um pouco de óleo essencial de lavanda no sabonete.

A melhora da primeira versão para essa fica por conta dos óleos orgânicos. Os de babaçu, palma e abacate são, dessa vez, todos orgânicos. O de abacate é aquele bem especial da Laszlo, o extra virgem orgânico extraído da polpa da fruta.

Produção: 29/06/2010

Liberado: 27/07/2010

Ingredientes

  1. azeite de oliva macerado com folhas de lavanda
  2. óleo de abacate extra virgem orgânico
  3. óleo de babaçu orgânico
  4. óleo de palma orgânico e kosher
  5. água desmineralizada
  6. NaOH
  7. óleo essencial de lavanda
  8. oleoresina de alecrim

Por conta da diferença da infusão e dos óleos, ficou bem diferente da primeira versão. É por isso que os sabonetes feitos à mão são edições limitadas mesmo. Cada lote é único e irreproduzível. É isso também que deixa cada um bem especial.

soap #21 Hibiscus

Deu pra perceber que estou tentando recuperar o atraso hoje né? Faz tempo que eu não blogava por conta da construção do site da loja virtual e de outros trabalhos (do meu outro trabalho, de designer).

Bom, esse sabonete foi pra mim o melhor em termos de aroma. Fiz uma mistura de óleos essenciais de ylang ylang, que usei pela primeira vez num sabonete, de bergamota e de limão. O ylang ylang é muito doce e pode chegar a ficar enjoativo, mas misturando com óleos cítricos, fica refrescante e “tropical”. O hibisco é uma flor tropical, me lembra o Haiti, e criei esse aroma pensando nesse tipo de imagem e acho que deu super certo!

O chá de hibisco tinha ficado em infusão no azeite de oliva durante 50 dias. Mostrei aqui no post sobre as infusões. A linda cor avermelhada não se transferiu para o óleo, como eu queria, por isso, resolvi colocar um pouco de argila rosa para dar uma corzinha e ficar mais com cara de hibisco. A argila rosa é extremamente suave e pode ser usada todos os dias sem ressecar a pele. É indicada para peles desidratadas e delicadas, vitaliza e devolve a luminosidade natural da pele, aumenta a circulação, absorve toxinas e hidrata a pele. Tem também efeitos cicatrizantes e suavizantes.

Esse sabonete é cheio de novidades. A começar pelo óleo de babaçu que usei nele. Pela primeira vez eu usei o da Naturais da Amazônia, que chegou numa remessa diretamente da região amazônica, junto com outros óleos de lá como o de andiroba, castanha-do-pará, manteiga de cacau, de cupuaçu, etc. Estava esperando ansiosamente para usar esses óleos tão diferentes dos que encontramos comercializados por aqui (São Paulo). A diferença já começa pelo cheiro. O óleo de babaçu deles tem um aroma profundamente doce, de coco. É, parece um doce de coco mesmo. Fiquei muito feliz de encontrar um super parceiro que vai me fornecer esses óleos daqui para a frente. A Naturais da Amazônia é uma notável empresa que trabalha com óleos da Amazônia, todos orgânicos certificados e fair trade. Os óleos não são refinados e são prensados a frio, sem produtos químicos. Isso faz uma diferença muito grande na textura e aroma do óleo e tenho certeza, na qualidade também. Depois num outro post, falo melhor sobre a Naturais.

Usei também a manteiga de cupuaçú, também da mesma marca. O cheiro é igualmente muito especial, parece chocolate.

Uma vez comentei aqui lamentando a falta de produção de óleo de abacate no Brasil, um país que produz essa fruta em abundância. Não consegui achar o post em que falei sobre isso, mas esse é um óleo maravilhoso para a pele, é um poderoso antioxidante natural e é cheio de vitaminas. Só que eu só encontrava versões importadas dele e com preços bem elevados. Me dizia, “mas não é possível, o abacate é tão barato aqui, por que é que não temos o óleo?” Para a minha alegria, eu finalmente encontrei um nacional! E melhor ainda, extra virgem e orgânico. A empresa que o comercializa é a Laszlo, uma conceituada empresa de aromaterapia que vende óleos essencias, óleos vegetais e outros produtos relacionados. Vai aqui um texto do Professor Fabian Lászlo, fundador da empresa e pesquisador de aromaterapia, sobre o seu óleo de abacate.

Esse óleo é de uma cor verde bem escura e o cheiro é um caso a parte. É muitíssimo forte e bem diferente do importado e provavelmente refinado que eu estava usando antes. Ele pareceu ser realmente um óleo especial. Usei uma quantidade bem pequena dele, 10% do total de óleos. Mas quando eu derreti os óleos sólidos e juntei tudo na panela, fiquei preocupada. A cor verde ainda estava lá, bem pronunciada. Era para ser um sabonete cor de rosa, de hibisco!

Mas não tinha outro jeito, tinha que continuar. A maior surpresa veio depois, quando adicionei a lixívia e fui mexendo. A textura foi mudando rapidamente e alcançou o ponto do trace extremamente rápido. Não me lembro quanto tempo, mas nem precisou usar o mixer. Foi impressionante. Fiquei na dúvida se eram os óleos amazônicos muito diferentes (frescos, sem refino, etc,) do que eu estava usando antes ou o de abacate, também muito diferente, que fez acelerar a saponificação. Em todo caso, fiquei tão surpresa com os acontecimentos que até esqueci de tirar fotos dali para a frente, pois tinha que fazer tudo muito rápido até colocar a massa no molde.

A cor da massa tinha ficado meio bizarra, uma junção do verde do abacate com o rosa claro da argila e não mudou muito depois dos 24 horas de repouso (as vezes durante esse tempo a cor do sabonete muda um pouco). Ficou tipo uma cor sem definição. Mas sinceramente, acho que esse sabonete vai ser incrível no uso, apesar de sua aparência. Esses óleos novos são realmente maravilhosos, acrescidos com a argila rosa, vai ser tudo. Não vejo a hora de experimentar!

Produção: 20/06/2010

Liberado: 18/07/2010

Ingredientes

  1. infusão de chá de hibisco no azeite puro
  2. óleo de babaçu orgânico
  3. óleo de palma orgânico e kosher
  4. óleo de abacate extra virgem orgânico
  5. manteiga de cupuaçu orgânica
  6. argila rosa
  7. água purificada
  8. NaOH
  9. O.E. de ylang ylang
  10. O.E. de bergamota
  11. O.E. de limão siciliano maduro