Arquivo da tag: hortelã-pimenta

Pó dental caseiro sabor hortelã

Primeiro foi o sabonete. Depois o shampoo. E o condicionador. E o protetor solar. E depois o detergente e o sabão em pó. O amaciante de roupas também. A vez do limpador de vidro e outros produtos de limpeza como Veja, saponáceos, desinfetante sanitário, etc., também veio.
Tudo isso são produtos industriais que eliminei por completo da minha vida. (Sem contar os alimentos…) E agora consegui me livrar de mais um; a pasta de dente! Eu já tinha parado de usar pasta de gente comum com flúor e comprava as pastas naturais sem os ingredientes indesejáveis. A minha favorita era a de sal da Weleda, mas tinha que comprar em sites estrangeiros ou trazer das viagens.
Ontem decidi fazer o meu próprio pó dental caseiro, já que tinha todos os ingredientes em casa. Já usei duas vezes e amei! Nem sei como não tinha feito antes… Tão simples, tão natural e tão refrescante!
img_20170213_183556_099
Ingredientes:
♥ 2 colheres de sopa de argila branca
♥ 2 colheres de sopa de bicarbonato de sódio
♥ 1 colher de chá de canela em pó
♥ 10 gotas de óleo essencial de hortelã pimenta
É só colocar tudo num vidro (eu penerei todos os pós) com tampa e chacoalhar bem. Pronto! Pode parecer estranho por ser um pó, mas quando vc começa a escovar, o pó se mistura com a saliva e vira uma pasta.
Barato, 100% natural, alcalinizante, anti inflamatório, refrescante e bactericida. E ainda elimina o lixo da embalagem.
Compre a argila branca e o óleo essencial de hortelã pimenta na loja online da SACHI 😉
Anúncios

soap #24 Sal Rosa do Himalaia • 9

Então, vou escrever a continuação de ontem.

Como aquele último lote do sabonete de Sal Rosa do Himalaia esgotou quase na velocidade da luz, precisava produzir urgentemente um novo lote. Até porque fiquei super mal de não ter conseguido levar alguns para a Karina, que gentilmente tinha trazido o sal rosa para mim de sua viagem na Alemanha.

Dessa vez, eu usei o sal grosso, justamente esse que veio da Alemanha. Moí os quase 300g no meu moedorzinho manual. Ele é de ótima qualidade, com a parte que mói em cerâmica, mas que dói o punho depois, dói, hahaha 😀 Mas trabalho artesanal é assim mesmo, né? Muito melhor do que ficar sem sal rosa e sem sabonete de sal rosa!

Image

É tão lindo, esse sal né? Parece umas pedras preciosas.

Image

Como dá para ver, ele não fica tão finamente moído quanto o que veio já moído no pacote. Eles devem ter um moedor bem mais hi-tech que o meu.

Image

Não mudei nada na receita nem na fragrância. Continuo com a sinergia de puros óleos essenciais de hortelã-pimenta, alecrim e ho wood.

Image

A foto acima é de todos os óleos derretidos, misturados e na temperatura certa para iniciar a saponificação.

Image

O sal é adicionado no final, depois que a massa atingir o ponto do trace.

ImageImage

24 horas depois…

ImageImageImageImageImage

Et voilà! Agora é só esperar 4 semanas para os sabonetes completarem o seu período de cura.

Meus sabonetes de sais gourmets

Depois desse meu post falando que o sal rosa do Himalaia estava em falta no mercado, recebi contatos de pessoas que nunca me viram na vida estavam indo viajar dizendo que trariam o sal para mim e também do meu pai, que mora em Tokyo, que imediatamente se dispôs a me mandar o sal para que eu possa continuar produzindo o meu tão amado sabonete! Fiquei muitíssimo surpresa e emocionada com tanta generosidade! Para as que estavam indo viajar e me propôs de trazer o sal, eu agradeci e recusei, porque não me senti bem em ocupar 1 ou 2 kg do espaço da bagagem, que eu sei que são tão preciosos quando a gente viaja, com o tal do sal. Mas a minha querida cliente e leitora do blog Karina trouxe mesmo assim, sem querer nada em troca, 2 kg de sal rosa do Himalaia lá da Alemanha. E o meu pai também mandou de Tokyo, 1 pacote de sal rosa grosso, outro do mesmo sal já moído e um pacote de um outro sal muito raro, que nunca tinha visto antes, o da Mongólia. Muito, muito obrigada! Agradeço também aos que me mandaram dicas de lojas que vendem o sal ou que se propuseram a procurar. Vocês não só me ajudaram como me transmitiram o carinho que sentem pelo que faço, o que para mim é algo precisoso.

o sal rosa do Himalaia grosso que veio da Alemanha e de Tokyo

o sal rosa moído e o sal da Mongólia que vieram de Tokyo

E assim eu pude dar continuidade à produção dos meus sabonetes com sais gourmets! Logo fiz um lote com o sal rosa já moído, para não perder tempo. Aliás, este é o que eu procuro aqui no Brasil, o moído em saco de 1kg. Se alguém souber de algum lugar que esteja vendendo, por favor, me avise, pois vou precisar em breve quando acabarem esses.

sinergia de puros óleos essenciais

A fragrância desse sabonete é muito refrescante e é feita com uma sinergia de óleos essenciais de hortelã-pimenta, alecrim e ho wood.

sal rosa do Himalaia

Quando o sal rosa já vem moído, ele fica mais fininho do que quando eu moo aqui no meu moedor manual.

todos os óleos já derretidos, misturados e na temperatura certa

os óleos saponificados

já nos moldes

a textura da massa com o sal fica assim, parecendo celulite, hahaha

24 horas depois…

o bloco de sabão de sal desenformado e pronto para receber o corte

O sal faz com que o sabão transpire, por isso é que esse sabonete perde água mais rapidamente e fica mais duro que os outros.

o sabonete de Sal Rosa do Himalaia cortado em barras

Depois do corte final, as barras vão para as gavetas de cura, como sempre, para ficarem maturando durante 4 semanas antes de serem embaladas. Essa produção foi em junho e já foi toda vendida.

Depois disso, no final de julho, fiz o sabonete de sal da Mongólia. Este sal é chamado Jamutsudaus (não sei como se escreve em letras romanas, aqui eu reproduzi a pronúncia da escrita em japonês, pois não achei na internet referências do nome desse sal em sites ocidentais. vou pesquisar melhor e se achar alguma coisa, postarei aqui), que significa “sal sagrado”. Ele contem minerais como calcio e ferro e não contem quase nada de magnésio, o que resulta num sal com sabor bastante suave.

a embalagem do sal da Mongólia que veio do Japão, por isso, é tudo escrito em japonês

Através da embalagem, parecia que ele era todo branquinho, mas quando tirei-o e olhei melhor, vi que é uma mistura de cores que vai do branco ao rosa bem suave. Bem mais clarinho que o do Himalaia.

o sal da Mongólia

Assim como o sal do Himalaia, esse é um sal de rocha e tem poder desintoxicante tanto para o organismo quanto para o ambiente. Grandes pedaços de cristal desse sal, alguns pesando até 5kg, são usados como decoração para purificar o ambiente. Não é perfeito para usar como ingrediente de sabnonete para um banho desintoxicante e purificador? Fora a sensação de estar se purificando com um sal que veio de um lugar tão misterioso e exótico quanto a Mongólia. Mesmo para mim, que conheço muitos países da Ásia, a Mongólia permanece ainda um lugar bem distante e desconhecido.

azeite de oliva extravirgem que compõe esse sabonete

todos os óleos derretidos, misturados e na temperatura certa para iniciar a saponificação

sinergia de puros óleos essenciais para criar a fragrância do sabonete

A fragrância desse sabonete foi criada com óleos essenciais de eucalipto, lavanda e limão tahiti. Essa cor esverdeada é do próprio limão, pois o seu óleo essencial é extraído da casca, que é verde.

a massa atinge o ponto “trace” e recebe os óleos essenciais e o sal

a massa já nos moldes

Os moldes com a massa vão para a caixa de isopor e ficam 24 horas no escuro e no quentinho para o processo de saponificação continuar acontecendo.

24 horas depois…

o bloco de sabão de sal da Mongólia desenformado

A surpresa agradável foi, ao desenformar o bloco, ver que ficou com uma ligeira cor esverdeada, por causa do óleo essencial de limão tahiti. Fiquei feliz pela escolha que fiz, pois assim não só diferencia este sabonete do de sal rosa do Himalaia pelo tipo de sal e pelo aroma diferente, mas também pela sua cor. Espero que essa cor permaneça. Pode ser que desapareça devido à alta volatilidade do óleo essencial dos cítricos, mas estou torcendo para que fique pelo menos um pouquinho.

o sabonete Sal da Mongólia cortado em barras

As barras cortadas foram para as gavetas de cura e estão ainda em maturação. Ficam prontas no dia 28/08. Não vejo a hora de experimentar!!

.

Eu ia escrever ainda sobre a última produção do sabonete de sal rosa que fiz com o sal grosso que veio da Alemanha, mas como já são 22h35 e já passaram 35 minutos da minha hora de dormir (sim, eu durmo cedíssimo, pois acorodo às 05h50 amanhã), vou deixar para uma outra hora. Espero que em breve! Boa noite 🙂

soap #2 Amazon Mix • 5

Esse já é o quinto lote do Amazon Mix, um sabonete que eu adoro. Foi o segundo sabonete que criei na minha vida. Queria, porque queria, fazer um sabonete “amazônico”, com ingredientes muito nutritivos e benéficos para a pele. O açaí, já falei aqui muitas vezes, é um super antioxidante. Eu uso o açaí liofilizado (em pó) nos sabonetes.

açaí em pó

A manteiga de cacau é emoliente para a pele e deixa o sabonete duro e isso faz com que ele dure mais durante o seu uso no banho. Ela também faz com que o sabonete produza uma espuma bem cremosa.

manteiga de cacau

O óleo de castanha-do-pará é um luxo de óleo. Costumo dizer que é o nosso óleo de amêndoa doce. Ele é a estrela desse sabonete, junto com o açaí. Ele tem propriedades anti-radicais livres, contem vitaminas A e E e é hidratante.

Dessa vez, mudei um pouquinho a fragrância. Substituí a sálvia esclareia pelo cumaru, também conhecido como fava tonka, bem mais amazônico. O cumaru é uma semente aromática muito usada na culinária. A primeira vez que eu tomei conhecimento dessa especiaria foi com um chef de cozinha português que veio dar uma palestra e um jantar num evento no Senac, onde estudei gastronomia. Eu tive a honra de ser seu ajudante nesse evento e ele me mostrou a fava tonka (é assim que ele a chamava). Quando eu disse que não conhecia aquela especiaria, ele respondeu, “mas como vocês não conhecem os vossos riquíssimos ingredientes?!” Está certo que o Brasil é imenso e muito vasto, mas senti um pouco de vergonha porque nós realmente conhecemos muito pouco dos nossos próprios produtos.

óleo essencial de cumaru

O óleo essencial do cumaru entrou como nota base da fragrância desse sabonete. É um ótimo fixador e tem um aroma suave e doce muito, muito agradável. Algumas pessoas o comparam com a baunilha, mas são aromas bem diferentes. Os outros óleos essenciais são os mesmos de sempre, capim-limão e hortelã-pimenta. Muito refrescante, essa combinação e acho que combina muito bem com a imagem da Amazônia.

sinergia de óleos essenciais de cumaru, capim-limão e hortelã-pimenta

O açaí em pó nunca se dilui totalmente na massa do sabonete, ele fica agrupado em pontinhos grossos.

Produção: 17/05/2011

Liberado para uso: 15/06/2011

Ingredientes

  1. óleo de castanha-do-pará orgânico
  2. manteiga de cacau
  3. óleo de palmiste orgânico
  4. óleo de palma orgânico e kosher
  5. água desmineralizada
  6. NaOH
  7. açaí liofilizado
  8. CO2 alecrim

Este sabonete já passou pelo seu período de maturação e pode ser adquirido aqui (se ele não estiver mais na lista de sabonetes da loja quando você entrar na página, é porque já esgotou; aguarde a próxima leva!).

soap #24 Sal Rosa do Himalaia • 4

Este é o quarto lote que faço desse sabonete bem especial, o de Sal Rosa do Himalaia. Para saber detalhes sobre o sal rosa do Himalaia, o benefício do sabonete de sal, etc., leia o post do primeiro lote que fiz e para quem tiver interesse, aqui vão os posts de todos os lotes que fiz desse sabonete.

Primeiro lote sabonete Sal Rosa do Himalaia

Segundo lote sabonete Sal Rosa do Himalaia

Terceiro lote sabonete Sal Rosa do Himalaia

Este é o sal rosa do Himalaia.

E esta, a manteiga de muru muru. Deixa o sabonete mais firme e tem propriedades emolientes para a pele.

A fragrância que criei para esse sabonete e que nunca alterei em nenhum dos lotes, pois todo mundo adora, é uma sinergia de óleos essenciais de olíbano, alecrim e hortelã-pimenta. Além de ser muito bom, combina super bem com o sabonete de sal.

Produção: 25/03/2011

Liberado para uso: 23/04/2011

Ingredientes

  1. azeite de oliva
  2. óleo de coco
  3. óleo de palma orgânico & kosher
  4. óleo de rícino
  5. manteiga de muru muru
  6. sal rosa do Himalaia
  7. NaOH
  8. água desmineralizada
  9. OE olíbano
  10. OE alecrim QT3
  11. OE hortelã-pimenta

O sabonete Sal Rosa do Himalaia já passou pelo seu período de 4 semanas de cura (secagem e maturação) e pode ser adquirido aqui.

Chegou o sabonete Amazon Mix na loja!

Esse é um sabonete que eu adoro e tenho um carinho muito especial. Ele foi o segundo sabonete que criei na minha vida. Ao longo de um ano, ele foi feito algumas vezes e a cada vez, mudei alguma coisinha aqui e acolá, mas a essência dele é a mesma desde o começo.

Ele foi inspirado na Amazônia e é feito só com óleos vegetais extraídos de plantas originárias daquela região. O destaque é o óleo de castanha-do-pará, altamente nutriente e que contem as vitaminas A e E, antioxidantes naturais muito benéficos para a pele. Esse óleo é realmente um luxo, eu diria que é o nosso óleo de amêndoa doce. Ele compõe 30% de todos os óleos usados nesse sabonete.

Outro poderoso ingrediente amazônico contendo antioxidantes naturais é o açaí, que foi adicionado em forma de pó nesse sabonete.

A manteiga de cacau tem uma ação emoliente para a pele e faz com que a espuma do sabonete fique super cremosa, deixando o banho ainda mais agradável.

O aroma é um capítulo à parte. É um mix de refrescância da floresta com o toque da castanha. A fragrância foi criada com uma sinergia de puros óleos essenciais de capim-limão, hortelã-pimenta e cumaru.

Dessa vez, o sabonete Amazon Mix foi feito num tamanho um pouco mais compacto, que cabe mais facilmente na mão. O preço também diminuiu!

Disponível aqui!

soap #24 Sal rosa do Himalaia • 3

Este é o terceiro lote do sabonete Sal Rosa do Himalaia, um super hit da SACHI cosméticos naturais. É realmente um sabonete especial, com grande poder de limpeza profunda dos poros e desintoxicação. Ele age também como um leve peeling, deixando a pele muito macia depois do banho.

O aroma dele é super refrescante, uma sinergia de óleos essenciais de olíbano, alecrim e hortelã-pimenta.

Embora o sal possa parecer agressivo para ser usado na pele, o sabonete feito com sal é muito benéfico, por incrível que pareça. Ele desintoxica e elimina as impurezas e as células mortas da superfície da pele, deixando-a mais transparente e macia. O sal tem uma ação bactericida e isso ajuda também a combater as indesejáveis espinhas e cravos. Ele também ativa a circulação, por isso deve também ser um ótimo aliado no tratamento contra a celulite. Uma massagem no banho com o sabonete de sal deve ajudar. A manteiga de muru-muru ajuda a deixar o sabonete ainda mais hidratante.

Produção: 25/01/2011

Liberado: 23/02/2011

Ingredientes

  1. óleo de babaçu orgânico
  2. óleo de palma orgânico e kosher
  3. azeite de oliva extra virgem
  4. óleo de rícino
  5. manteiga de muru muru
  6. sal rosa do Himalaia
  7. água desmineralizada
  8. NaOH
  9. OE hortelã pimenta
  10. OE alecrim da horta QT3
  11. OE olíbano

Dessa vez eu usei um sal rosa do Himalaia já moído, diferentemente dos outros dois primeiros lotes onde comprei o sal grosso e eu mesma moí. Não sei se foi pelo sal comercializado moído ser mais fino e derreteu na massa do sabonete, mas ele dessa vez ficou um pouquinho mais amarelado do que os anteriores que eram bem branquinhos.

Mas continua o mesmo sabonete no uso. Ele já passou pelo seu período de secagem e maturação, ficou na loja por um tempo, mas já esgotou! Hoje mesmo eu fiz um outro lote para alcançar a demanda, mas fica pronto só daqui a um mês. Obrigada por aguardar 🙂